Jimmy

>o sábado

Deja un comentario

>

em quanto tempo vocês matam uma dessas? eu, a Jully e o Juan conseguimos em 12 minutos. bebemos na calçada do outro lado da rua e quando terminamos não sentíamos efeito nenhum de bebida. foi só atravessar a rua que a lombra da vódega pegou e a noite começou.

assim que entramos na boate começamos a rir e falar besteiras. não demorou muito para o meu irmão começar a dar vexame – leia-se subir no queijo e dançar com uma mulher que estava com um vestido tão curto que dava para ver o rabo dela inteiro de lá de baixo. coisas de bêbado.

entramos lá as 11.15 da noite. à meia noite recebi uma ligação no meu celular. era o Lucas. ele é aluno da escola onde ensino e desde que nos vimos pela primeira vez sacamos um do outro. até que ele me achou no orkut, nos adicionamos no MSN e marcamos para nos encontrarmos na boate. nenhum dos dois tinha dito o que queria, mas isso tava mais do que claro. eu tenho tesão nele e ele em mim e ponto final. e eu ja tava cego de bêbado quando o encontrei. nem sei se ele tava bonito, deveria estar. sempre achei ele uma graça anyway.

começamos a conversar. não lembro direito o que eu disse ou insinuei que fez ele dizer “Preciso beber”. ele virou uma dose de alguma coisa e continuamos conversando. só lembro que houve um momento em que ele disse “Jimmy, eu sempre fiquei olhando pra você e achando o seu sorriso tão lindo e…”. EU SOU FRACO , CACETE. e eu tava em um jejum de sete meses. não pensei em nada: puxei ele e o beijei. ele correspondeu, mas depois parou e disse ~”Calma Jimmy, tenho que beber mais”.

acreditem ou não colegas, esse mesmo procedimento se repetiu mais TRES vezes. até que eu, direto que sou, ainda mais com o cérebro boiando em vodka disse “Lucas, é o seguinte: se vc não quiser é só falar, aí a gente se separa e vai agarrar a galhere por aí”. então ele foi firme pela primeira vez na noite e disse “eu QUERO é lógico. se não quisesse não tinha vindo e nem ligado pra te encontrar. mas eu estou sóbrio, preciso beber”. eu até entendo ele, coitado. tem somente 18 anos, é aluno lá da escola, é claro que fica inseguro. e eu também não teria tido metade da coragem que eu tive se não tivesse bebido aquilo tudo. porque vejam só: ele é aluno da escola. vou encontrá-lo várias vezes por lá ainda e ter que fingir que nada aconteceu. é um baita exercício de interpretação que vai ter que rolar. até porque eu to a fim de pegar ele de novo, mas com mais FORÇA desta vez. strong and wild, you know?

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s