Jimmy

Deja un comentario

>ano passado eu era o rei da animação, mas aí choveu o carnaval inteiro. mesmo ficando ilhado no centro da cidade e quase sem conseguir voltar para casa, soube aproveitar as delícias de fevereiro. tanto que arranjei um namorado no último dia, para manter uma tradição que havia começado em 2008.

agora eu não sei se quero botar a minha cara na rua, beber até querer beijar todo mundo e suar no meio da multidão. e nem é porque eu estou velho, eu só estou chato. MUITO chato por sinal. e meus amigos adoram colaborar comigo e estão fazendo questão de ver shows de Jorge Ben Jor e coisas mais broxantes quando podíamos passar os cinco dias bebendo e rindo de tudo, como sempre foi.
esses dias eu tenho andado de pau mole. como disse Claudio Assis a meu irmão “quem não tem pau duro ou cu piscando não merece viver”. talvez eu não mereça mesmo, pelo menos essa vida de agora, tão cheia de incertezas e caminhos que eu posso escolher. ou melhor, que eu preciso analisar para escolher corretamente.
por mais que eu diga que na minha cabeça já está tudo certo, não é bem assim. há momentos em que não sei exatamente o que quero. às vezes penso se vale a pena deixar uma vida quase pronta para outra que vai começar sem pernas firmes, sem exatamente uma visão ou qualquer garantia. se eu ficar nessa vida de agora, eu consigo ver um futuro talvez promissor. na vida que quero, apenas vislumbro um sucesso que talvez não aconteça.
mas aí eu penso em como quero estar aos sessenta anos de idade e bem, eu definitivamente NÃO QUERO estar ensinando adolescentes que vão me achar um velho ridiculo e rir de mim pelas costas. agora eles me amam porque sou jovem e descolado, mas isso passa e a profissão fica. não quero preparar aulas o resto da minha vida e nem me desgastar e sofrer para fazer os alunos aprederem algo e, principalmente, gostarem de mim.
aos sessenta quero ser admirado, ter feito trabalhos marcantes e viver aventuras que só enxergo na vida artística. quero poder me reinventar a toda hora e me dar o direito de ser jovem por quase toda a eternidade. quero não sentir que o tempo me acaba, mas me dá mais trunfos para ser o melhor que eu posso. é isso que eu quero.
Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s