Jimmy

>the newest series

Deja un comentario

>a minha vida é um seriado, eu tenho certeza. faz dias que eu ando triste e sem vontade de nada, mas aí resolvi que ia sair na sexta feira de carnaval para beber e tentar ser feliz.

compramos bebidas, fomos no ônibus fazendo a alegria da galera cantando hits dos anos 90 e quando chegamos resolvemos que era dia de FECHAAAAAAAAAAAAR. no primeiro brinde eu já disse: foda-se o mundo, quero beber e ver o que rola, triste ou feliz, eu to aqui e vou tentar aproveitar.
andamos, rimos, e quando sento em uma mesa de bar, um amigo resolve que é dia de me confrontar. diz na minha cara que achou que eu tava fazendo CENA, que eu não tava triste coisa nenhuma e mesmo que estivesse eu deveria ter FINGIDO que estava feliz no dia que fomos na boate, quando ele e meu irmão passaram no vestibular. disse a ele que não sou de fingir e muito menos tinha essa obrigação. então ele resolve dizer que eu tenho que ser mais humilde, que eu me acho o DONO DA RAZÃO e que meus melhores amigos são subordinados a mim e minhas opiniões e por isso eu me achava. é CLARO que eu não sou nada disso e é OBVIO também que eu to me fudendo para ele, que me enxerga de forma tão distorcida, mas sabe quando você se decepciona com alguém? sabe quando você gosta de uma pessoa e acha que está tudo bem com ela, aí ela resolve te destruir? isso porque ele SABIA que eu estava mal e que tava fazendo o maior esforço para estar ali. deixei ele dizer tudo o que queria e chorei. chorei como um retardado: pela decepção com ele, por eu não conseguir fazer algumas pessoas entenderem como eu sou e por ele não ter tido tato de perceber que aquilo não era momento para esse tipo de discussão. chorei na rua da moeda e aquilo destruiu a minha noite. depois ele veio com cara lavada pedir desculpas, me abraçar e dizer que me ama, mas esse tipo de amor eu não entendo e nem quero.
sábado à noite eu estava certo que iria ao cinema e nem lembrar que existia carnaval, mas a amiga que ia comigo resolveu me dar o bolo. eu tinha pensado em não ir até porque não queria encontrar esse meu amigo, mas aí eu pensei: POR QUE eu vou ficar em casa, quando eu não fiz nada de errado? POR QUE eu vou deixar de estar com meus amigos? POR QUE eu não posso ir lá fechar com a cara dele?
fui. me arrumei e resolvi que essa seria a minha vez de falar. quando cheguei lá, encontrei um menino que veio do interior e que na verdade eu já tinha ficado 5 anos atrás, mas voltamos a conversar há pouco tempo. nos encontramos e ficamos conversando e me deu aquela vontade de pegar na mão dele e ficar abraçadinho, mas me passou pela cabeça que HEY, apesar de ter ficado comigo 5 anos atrás, nada impede de me dar um belo fora agora. mas ele é tão querido, tão bonzinho, tão ASSIM, que não aguentei e pus a mão na perna dele e ele correspondeu segurando minha mão com vontade. GREAT.
aí eu fiquei pleno demais para me resolver com o meu amigo, que ainda precisa ouvir umas poucas e boas, mas que eu decidi deixar para depois. por enquanto quero ver o garoto de ontem mais vezes e me animar um pouco mais.
como eu disse antes, a minha vida É um seriado. tenho certeza.
Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s