Jimmy

>rosé, confusão, tecnobrega e cia

Deja un comentario

>

vinho rosé. seis garrafas de vinho rosé. daquele barato claro, porque ainda não somos milionários, mas bebemos com pose digna de prosseco. isso tudo para celebrar que agora terei dois meses de paz e liberdade total porque papai e mamãe resolveram viajar por aí.

mas é CLARO que quando se bebe coisas acontecem e eu fui conversar com o amigo que achou que tinha o direito de dizer o que queria. foi uma conversa tensa. ele explicou o que podia, se confundiu com o que não sabia explicar e disse que queria ser meu amigo. eu disse que houve um momento em que a gente teve chance de resolver todas as diferenças, mas naquela época ele disse que estava tudo bem SEM ESTAR. resumindo, disse a ele que é melhor deixar o tempo dizer se vamos ou não ser amigos mas algo que não quero é nunca saber se estamos bem, se um dia ele pode virar pra mim e mostrar que nunca tentou me enxergar de verdade.

o táxi demorou séculos, mas enfim chegamos no recife antigo. aí encontramos todo mundo, fiquei agarrado com o Fabio, o garoto do interior, e fomos todos dançar tecnobrega em um show gratuito e cheio de viados. como a minha vida é um seriado, um hetero deslumbrado quis tirar uma foto de nós dois nos beijando, mas fui super salvo pelo meu irmão que chamou o cara de Gossip Girl Recife e ainda disse que ele trabalhava pro jornal Travestis.com

a noite correu bem até a hora de ir para casa, porque quase não tinha táxi. até que finalmente o Fabio e eu encontramos um e quando entramos no carro o taxista diz pra mim “Eu te conheço. Você não mora em tal lugar? Já te levei várias vezes pra casa”. fiquei TENSO, dei uma risadinha e disse “Então já não tem erro, né? Já sabe o caminho”. depois que deixei o Fabio em casa, o taxista perguntou:

– Ele é teu amigo?

– Um pouco mais que amigo…

– Sei. Eu vi você se abaixando aí atras…Posso te fazer uma pergunta? Você tava fazendo um carinho nele?

– Oi? Você achou que eu tava chupando ele? Eu não faço essas coisas em taxi não.
– Poxa, eu ja tava ficando excitado!

DEUS DO CÉU, eu tava sendo assediado pelo taxista. ainda bem que já tava chegando em casa. ele ainda me deu um cartão e disse que eu ligasse pra ele. ENTÃO TA NÉ? vou ligar e oferecer todo o meu carinho em troca de corridas de táxi.

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s