Jimmy

plantações e colheitas

2 comentarios

tem chovido demais ultimamente, o que é uma praga para aqueles que tem plantações. muitas vezes colheitas inteiras se perdem por causa de uma tempestade e o trabalho de meses não se recupera.

é assim também com as pessoas, principalmente nas relações mais intimas. tomemos eu e minha mãe como um exemplo. nunca fomos muito próximos, apesar de ela ser muito presente. ela cultivou comigo uma relação marcada pelo cuidado e criticas excessivos. dar uma opinião e aconselhar é normal. o que não é comum é não haver nunca um apoio que muitas vezes precisou existir. e hoje, depois que a plantação não deu os frutos que ela esperava, mas os únicos que poderiam nascer, ela se queixa de uma distância que foi apenas resultado da forma como ela moldou a nossa relação. um trabalho de anos perdido e sem que precisasse haver tempestade.

outros tipos de relacionamentos são igualmente complicados. amar exige um esforço tão grande que nem todo mundo está a fim. é bem mais fácil amar só até depois de encher a camisinha. ou um pouco antes de surgir a oportunidade de jogar tudo para o alto em um impulso. a rapidez da desconstrução assusta.

em um futuro não tão longe é bem possível que pais e filhos não se sintam obrigados ao amor eterno e incondicional, que um dia foi a base do casamento. ou será que casamento também sempre foi uma obrigação? ter filhos hoje em dia ainda é. mas eu sinto que algo está mudando. aos poucos, a geração Y está percebendo que o estilo de vida antes comum não funciona mais. se os seus próprios seguidores não o aguentam – por que a Bruna Surfistinha fez tanto sucesso, afinal? – pessoas que nasceram para contestá-lo não vão por este caminho.

não pretendo ter filhos. imagino o quanto deve ser decepcionante dar a vida por alguém que irá crescer e fechar-se em um mundo próprio que você jamais irá entender. não quero isso para mim.

mas não é por isso que vou deixar de plantar as minhas sementes no mundo. em cada pessoa que cruzar o meu caminho vou tentar deixar os meus valores: a importância de acreditar em si mesmo, de cultivar amizades e de tentar fazer o mundo ao seu redor ser mais bonito e sincero. exatamente o oposto do que aprendi com os meus pais.

Anuncios

2 pensamientos en “plantações e colheitas

  1. As vezes ate me assusto com o que leio no seu blog, amigo … o quanto temos em comum, apesar das decadas de diferenca de idade. Sempre acho isso incrivel!

    Tambem tenho uma mae que critica e julga em momentos tao desnecessarios que isso acaba nos distanciando ainda mais. Nunca houve afeto, disso tambem sinto falta, mas eh como voce diz: o que esta feito, esta feito. Nao da pra voltar atras.

    No entanto, tento fazer o mesmo e abracar as novas amizades, e cultiva-las com muito carinho para tentar, de alguma forma, oferecer o que nao tive; conhecer o outro lado, sabe? Tem sido muito bom. 🙂 Bjos!

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s