Jimmy

17 de dezembro

Deja un comentario

17 de Dezembro de 2010

Após talvez o ano mais dificil que vivi até hoje, eu estava bem. Vesti uma roupa que me deixou bonito e fui para a festa. Era aniversário de um dos meus melhores amigos e eu tinha certeza que ia me divertir. Bebi todas e falei um monte. Talvez tenha sido o dia em que mais falei: contei a todo mundo que estava apaixonado e tinha certeza que ele era o cara da minha vida. Quando vi que estava bêbado e emocionado demais ao ver os pais do meu amigo ali, aceitando-o como ele era, fui para casa e contei ao meus pais que era gay. Acabada a conversa, fui para o meu quarto e liguei pra ele. Disse que tinha certeza que era o meu único amor, que queria casar com ele um dia e que seríamos muito felizes. Eu sabia que talvez não devesse dizer aquilo, ele poderia se assustar, mas era o que eu sentia. Eu achava que não devia me calar. Eu queria que o mundo e ele soubessem o quanto aquele sentimento me fazia bem. Ele tinha me ajudado a sair da depressão. Eu me sentia mais confiante, mais bonito, havia emagrecido muito simplesmente por me sentir bem. Eu tinha uma sede grande pelos próximos meses que viriam: estaria com ele depois de tanto tempo e viveria a história que eu sempre soube que estava destinada pra mim.

17 de Dezembro de 2011

Acordei e vesti cores fortes. Queria de algum jeito ficar alegre. Olhei pro espelho e vi que não dava pra esconder os quilos a mais nem os olhos sem brilho. Na verdade só queria trabalhar, voltar pra casa e dormir. Mas era o aniversário de um dos meus melhores amigos, eu não podia deixar de ir. Trabalhei e fui. Não quis beber, revi amigos e dei boas risadas. Mas sempre voltava a ficar emburrado em um canto sem querer ser incomodado. Tudo deu errado: aquele não é o cara da minha vida, eu continuo sozinho e me sinto péssimo. Aquela sede de futuro também não existe mais porque ao olhar para os meses que se aproximam não consigo ver nada.

Daqui a duas semanas vou viajar e espero conseguir voltar vendo as coisas de outra forma. Tenho saudades da pessoa que eu era antes disso tudo. Quero conseguir voltar a sonhar, a gostar de mim, a ver graça em outro alguém e a viver como eu sempre acreditei.

 

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s